quinta-feira, janeiro 17, 2008

MEIA LUZ AO FUNDO DO TÚNEL

Miguel e Daniela encerraram temporariamente
os seus blogues, ambos usando como última prestação
imagens de túneis futuristas.
Ofereço-lhes este, menos moderno, mas categórico.

3 comentários:

Rui Caetano disse...

Um túnel, talvez uma luz ao fundo nos conceda uma esperança.

naturalissima disse...

Tio meu... hehehehe... achei muito engraçado esta pequena tomada de atenção! :D

Estou ausente temporariamente, neste mundo virtual, porque procuro outros meios para experimentar novas tentativas... Quem sabe... ainda não faço uma surpresa, por aqui.

O Miguel, encontra-se ausente, mas por pouco tempo. Deve estar a preparar das dele... hehehehehe...

Um beijinho carinhoso para si tio meu... Gostei deste seu jeito de manifestar alguma saudade, e outras coisas mais...

Daniela ;-)

copa-rota disse...

João,
é bem verdade que o som da ausência ecoa ao longo do túnel bloguístico.Sinal de que o comboio que por aqui passou tantas vezes e tão regularmente, avança agora noutro sentido.O seu destino final ignora-se, porém a estação de Telheiras é agora a paragem mais frequente, fazendo escala muitas vezes por Campus Ourike.

Fiquei sensibilizado com a surpresa da notícia, repórter Rocha de Sousa... ;-)
Agradeço a oferta do túnel, e levo-o comigo, talvez o utilize...numa próxima paragem, ou edição.

« Cristo pode ser um companheiro de estrada, Deus nunca: e é de companheiros fortes que cada ser oprimido precisa, na evidência dos obstáculos ou nas sombras do tempo insondável. »

( Excerto do livro: A Culpa de Deus, por: João Rocha de Sousa )

À medida que conheço mais de si mais o admiro, João.
Um abraço de até breve, bem breve mesmo...

eu Menelaudela

P.S.Gostei da fotografia do túnel, revelando uma "nostalgia branca"...parece-me um universo muito Sousiano...é da sua autoria, mestre?